O Quadrante de Pasteur e a ciência inovadora

O cientista francês Louis Pasteur personifica a quebra da dicotomia entre a pesquisa básica e a aplicada.

Louis Pasteur revolucionou a ciência básica criando um novo campo para a microbiologia, bem como a indústria a partir de processos inspirados nas suas descobertas que proporcionam mais segurança aos alimentos e a saúde humana. Isso porque as perguntas científicas que Pasteur buscava responder eram questionamentos da ciência, mas, sobretudo, problemas que as indústrias tinham e não sabiam por que e nem como resolvê-los.

O compromisso deste eminente cientista tanto com o avanço do conhecimento quanto com a sua aplicação fazem do Pasteur uma inspiração para aqueles cientistas que pretendem inovar. Em O Quadrante de Pasteur – a ciência básica e a inovação tecnológica, Donald Stokes nos conta ainda que o Pasteur maduro nunca realizou um estudo que não fosse aplicado, ao mesmo tempo que dava forma a todo um novo ramo da ciência.

Por isso, para nós, da EMERGE, Pasteur é um dos principais exemplos de como a ciência pode ser inovadora e trazer soluções para problemas da sociedade. Estruturamos o curso Inovação para Cientistas – levando sua pesquisa da bancada para o mercado, onde trabalhamos temas como propriedade intelectual, transferência de tecnologias, contratos, plano de P&D, processo empreendedor e muito mais! Confira no link https://emergebrasil.in/curso-inovacao-para-cientistas/ e inscreva-se!

Sugerimos que os cientistas que queiram inovar, no momento de formular as suas perguntas de pesquisa, façam como o Pasteur. Procure e aprofunde avançar no conhecimento, mas também busque um problema da sociedade ou do mercado ainda não resolvido. Faça também buscas em bancos de patentes, entreviste o maior número de pessoas em empresas tentando convergir o conhecimento com os desafios do mundo real.

E para você, qual a pergunta busca responder e qual problema essa resposta pode solucionar?

Daniel Pimentel é advogado pela Universidade Federal de Juiz de Fora, mestre em modelagem de sistemas complexos pela Universidade de São Paulo, idealizou e coordenou o primeiro Ranking de Universidades Empreendedoras e atualmente é Diretor de Universidades e Transferência de Tecnologia na Emerge.

OUTRAS

PUBLICAÇÕES

Luz, neurônio, dor

Uma reflexão sobre o Nobel em termos de invenções versus descobertas e a ciência empreendedora do físico brasileiro Marcelo de Sousa.       ...
SAIBA MAIS
© 2021 Emerge. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por CriaTec